sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

SUPER VÊ


1974/1980 - A Formula Volkswagen 1600, ou Super Vê, como é mais conhecida internacionalmente, surgiu no Brasil em 1974 sob patrocínio da Volkswagen.

Seu primeiro campeão foi Marcos Troncon, em 1974, com um Polar da equipe Banco Safra.

Os carros Polar, aliás, sempre dominaram a categoria e já no final de sua existência eram os únicos a competir.

Em 1975, o título brasileiro ficou para Francisco "Chiquinho" Lameirão, da equipe Motorádio/Thermoid, que também sagrou-se campeão do I Torneio Paulista da categoria, na época disputado.

Em 1976, foi a vez de Nelson Piquet sagrar-se campeão pela equipe Gledson. Essa mesma equipe voltaria a ser campeã nos dois anos seguintes através de Alfredo Guaraná Menezes, o único piloto a conseguir chegar ao bicampeonato na categoria.

Em 1979, Maurício Chulam, da equipe Brahma, foi o campeão e finalmente em 1980 o grande destaque foi Antonio Castro Prado, da equipe Gorki, que chegou ao título após uma campanha irrepreensível.

No final de 1980, a Volkswagen tomou a decisão de retirar o apoio que vinha prestando à categoria e ela simplesmente deixou de existir no nome.

Para ocupar seu lugar, foi criada então a Formula 2 Brasil, que em 1981 teve sua primeira e confusa temporada.

Dárcio dos Santos foi o campeão, correndo com o mesmo Polar do tempo da Super Vê.

A principal diferença da Formula 2 Brasil para a Super Vê  é que nesta pode-se competir com qualquer motor, desde que respeitada a cilindrada máxima de 1600 cm³.






Nenhum comentário: