sexta-feira, 23 de setembro de 2016

HAMILTON NÃO É MELHOR QUE ROSBERG



O inglês Lewis Hamilton não é mais talentoso que Nico Rosberg. Os dois equiparam-se na minha opinião.

O que acontece é que Lewis sempre foi o filho preferido, enquanto Nico era o filho mais novo, aquele que recebe menos atenção. Isso acabou refletindo no seu desempenho.

Lewis Jr. sempre foi paparicado desde o pré-zinho até entrar na faculdade. Rosberg não teve o mesmo tratamento. 

Quando Lewis chegou a McLaren (2007–2012) sempre foi protegido, tanto é que Fernando Alonso caiu fora da equipe no final da temporada de 2007, e não foi pelo desempenho do carro, pois os dois pilotos da McLaren terminaram a temporada em segundo com 109 pontos cada (a equipe perdeu o título por 1 ponto para Kimi). Alonso se mandou porque viu que a equipe protegia o piloto inglês.

Quando Nico chegou na Mercedes em 2010, pegou de cara como companheiro de equipe o sete vezes campeão Michael Schumacher, tido até então, como o maior de todos os tempos. Quem conhece a carreira de Michael, sabe que ele sempre teve todas as atenções da equipe e era capaz de passar por cima da própria mãe para vencer (lembram do episódio com o irmão, quando eles ficaram meses brigados). 

Quer dizer, Nico não teve nenhuma "regalia" por parte do time e mesmo assim terminou a temporada à frente de Schumacher, na sétima posição com 142 pontos, enquanto o 7 vezes campeão terminou na nona com 72 pontos.

Com a aposentadoria de Schumacher em 2012, Nico tinha tudo para ser o principal piloto da equipe. Mas aí o time alemão contrata o inglês Hamilton, que chegou para ser a "estrela" da Mercedes.

Um balde de água fria no alemão que ajudou a equipe a desenvolver o carro campeão e que tinha sofrido muito tendo como companheiro de equipe um super-campeão. Na hora de colher os frutos vem alguém de fora e fica com tudo.

Como já escrevi aqui no blog, aquela corrida em que ele era mais rápido do que Lewis quando disputavam o terceiro lugar na prova, ainda no início da temporada, e recebeu a mensagem pelo rádio para não ultrapassar Lewis, foi decisiva na carreira de Nico. Foi quando ele viu que a equipe tinha preferencias pelo inglês.

Esse tipo de coisa abala o psicológico do piloto, foi o que aconteceu com Nico Rosberg.

Hoje em dia na F1 moderna, com tanta tecnologia ajudando o piloto, onde as vitórias são decididas por pequenas coisas, o mais importante para um piloto é o seu lado psicológico. Mais que o pé direito pesado. 

Vejam o que está acontecendo na RedBull, o talentoso Max está levando um couro do Ricciardo. Não tenho dúvidas das qualidades do Max. Daqui a dois ou três anos será o número 1 da Fórmula 1, mas até lá, vai aprender que só ter o pé direito pesado não ganha corridas. O controle emocional é o mais importante.

Lewis não tem controle emocional, é fraco. O episódio do quarto de hotel mostra isso. Quando as coisas não saem da maneira planejada ele se desequilibra e destrói quartos de hotéis.

Rosberg tem mais controle emocional que Lewis, mas precisa ganhar esse campeonato para tirar esse peso das costas. Levantar sua auto-confiança e ganhar mais respeito no mundo da F1.

Esse negócio de Lewis ser mais talentoso do que ele já virou um "mantra" de tanto que é repetido. Parece aquela história de "É Golpe", de tanto que é repetido parece verdade.

As últimas declarações de Toto Wolf na minha opinião não ajudam em nada. Dizer que "esse é o melhor Nico que viu" soa mais como se tivesse dizendo "pô o cara é bom e eu não sabia". 

Se a Mercedes não tivesse desprezado o talento de Nico, garanto que ele já tinha um título mundial.










quinta-feira, 22 de setembro de 2016

FRESH LIVE CREAM


1993 - FRESH LIVE CREAM , contém apresentações do supergrupo CREAM: formado por Eric Clapton na guitarra, Ginger Baker na bateria e Jack Bruce no baixo. A primeira vez que ouvi o som deles pirei, perdi parte da minha audição ouvindo os seus discos no volume máximo. 

Esse Laserdisc é de 1993 ( um formato pre-DVD, entre o VHS e o DVD, um disco de 12" digital do tamanho de um vinyl ) tem apresentações ao vivo e algumas entrevistas. Fiquei louco na época em que comprei, pela qualidade de som e imagem muito superior aos VHS.

O Cream teve curta duração 1966 a 1968.





Tracklist
1 Opening Logo
2 This is Their Story
3 Spoonful (The Revelation Club, London December 1967)
4 I Feel Free (1st Festival Of Pop Music Palais De Sports, Paris Mid 1967)
5 Tales Of Brave Ulysses (The Revelation Club London Dec 1967)
6 We're Going Wrong "All My Loving" (August 1967)
7 Anyone For Tennis (The Glen Campbell Show Summer 1967)
8 Sunshine Of Your Love (The Revelation Club, London Dec 1968)
9 I'm So Glad ((The Fillmore San Francisco, March 1968)
10 Politician ("Farewell Cream" Royal Albert Hall, London 26 Nov 1968)
11 White Room (As Above)
12 Toad (As Above)
13 End Credits



sexta-feira, 16 de setembro de 2016

''As The Years Go Passing By''

"As the Years Go Passing By" is a song credited to have been written by 'Deadric Malone' (a pseudonym of Don Robey). Other sources claim that the song was penned by Peppermint Harris for Fenton Robinson, who first recorded it in 1959. 



































terça-feira, 13 de setembro de 2016

JONGO TRIO



1965 - Noite quente em Sampa curtindo o som do Jongo Trio. "Power Trio" formado por Cido Bianchi (piano), Sabá (contrabaixo) e Toninho Pinheiro (bateria), em São Paulo. Todos infelizmente já falecidos, Bianchi (2015), Sabá (2010) e Toninho em (2004). Tive o prazer de conversar com o trio e de vê-los tocando juntos. Este disco de 1965 (autografado pelos três) é eterno.



O Menino Das Laranjas 3:22
Feitinha Pro Poeta 3:11
Ela Vai,Ela Vem 2:58
Eternidade 2:58
Terra De Ninguém 2:50
Seu Chopin,Desculpe 2:33
Arrastão 4:21
Garota Moderna 3:21
Vai João 2:41
Reza 3:20
Balanço Nº 1 1:52
Deus Brasileiro  2:43








segunda-feira, 12 de setembro de 2016

PAI RICO



Certa vez, perguntado sobre a maior qualidade que um piloto deve ter para chegar à Fórmula 1, o azarado e talentoso Chris Amon não titubeou: "Um pai rico. Se me pai não fosse um bem-sucedido fazendeiro na Nova Zelândia, eu nunca teria chegado lá".

sexta-feira, 9 de setembro de 2016