terça-feira, 1 de março de 2016

DAYTONA 500

David Pearson com seu 1976 Mercury Montego depois da batalha final

1976 - Sempre curti as corridas americanas (na década de 70, porque hoje virou uma chatice) por três motivos: o primeiro era que os pilotos que venciam tinham entre 40 e 50 anos, ao contrário da F1 onde quem reinava eram os jovens. O segundo motivo era que o sujeito corria de monoposto em Indianápolis e na semana seguinte estava em Charlotte dentro de um Stock Car, não tinha esse negócio de pilotar só Fórmula ou carro de turismo. E o outro motivo era que os carros da Stock Car eram os mesmos que você dirigia na rua. Você saia do autódromo, passava na revenda mais próxima e comprava o carro que acabou de vencer a prova.



A final da Daytona 500 de 1976 foi uma das melhores. A disputa entre Richard Petty e David Pearson terminou em um espetacular acidente na última volta. Os dois completaram a prova com Pearson em primeiro com seu Mercury Montego em frangalhos, e Petty em segundo. Jackie Stewart era o comentarista.







Nenhum comentário: