sábado, 19 de novembro de 2016

PAULO GOMES




1976 - Nascido em Ribeirão Preto, no dia 14 de abril de 1948, Paulo Gomes foi atraído pelo automobilismo desde a infância. Aos 16 anos, iniciou através do Kart, mantendo-se nesta modalidade de automobilismo por três anos, quando fez a sua primeira corrida com automóveis.

O motor do DKW que o mantinha na terceira posição da categoria explodiu, e a prova de estréia, em Goiânia, deixou apenas a vontade de continuar correndo.

Daí para a frente, Paulão, como tornou-se conhecido por sua estatura, só parou em consequência de um sério acidente com uma motocicleta em estrada, demorando cerca de um ano para se restabelecer.

Em 1974, conquistou o primeiro título nacional na Divisão Um, repetindo-o no ano seguinte, quando também conquistou o da Divisão Três.

Paulão sempre sonhou com o automobilismo internacional, mas através do apoio recebido de José Carlos Pace, com quem fez várias corridas de turismo em dupla em 1975, que resolveu tentar a sorte. Foi quando decidiu embarcar para a Inglaterra a fim de correr na Fórmula 3.

Mas Paulão não teve sorte ao escolher o carro, ligando-se à fábrica MODUS.

Confirmando a teoria de que todo piloto que inicia na Fórmula 3 tende a agir da mesma maneira que no início da carreira, a temporada deste brasileiro foi marcada por inúmeros acidentes, quase todos explicáveis pela falta de competitividade do carro e pela ânsia de vencer que caracteriza seu estilo.

Com dificuldades de patrocínio que cobrisse todas as despesas, só viajou em junho, quando os demais pilotos já estavam perfeitamente adaptados aos carros e disputavam posições em campeonatos.

Mas os bons resultados não demoraram a vir. Com um terceiro lugar na terceira prova em Silverstone, colocando-se à frente de Geoff Lees, Willi Siller e Paul Bernasconi.

Outros bons resultados demoraram a vir. Uma série de acidentes e problemas com a má preparação do MODUS fizeram com que as atuações de Paulão sempre se encerrassem antes da bandeirada final, permitindo apenas mais um terceiro e um quarto lugares.

Em 1977, Paulão pretende voltar à Fórmula 3, mas desta vez como piloto de fábrica da Chevron.




Nenhum comentário: