domingo, 26 de março de 2017

CULPA DA ESTRATÉGIA OU DO PILOTO



Pessoal, só um comentário de orelha porque não fui ver gráficos ou estatísticas. O que eu vi pela tv foi o seguinte:

Na primeira perna da prova era visível que Vettel estava cozinhando o galo e economizando para atacar na hora certa o Hamilton. Uma vez ou outra ele dava uma chegada só para sentir. Bottas mesma coisa, cozinhando o galo atrás do Vettel, em nenhum momento ele se preocupou em colar no alemão, ficou sozinho lá trás gerenciando os pneus.

Hamilton detonou os seus e pediu para parar mais cedo. Culpa dele e não da estratégia, porque Bottas com o mesmo carro cuidou dos seus e parou só 7 ou 8 voltas depois. Esse é o problema do Lewis, ele só sabe fazer uma volta rápida nos treinos e mais nada. Nas corridas se não é o mamão com açúcar ele se complica. Teve uns duzentos rádios dele reclamando e pedindo ajuda à equipe, enquanto Bottas caladinho lá trás.

Na segunda perna mesma coisa. Detonou os seus pneus e empacou atrás da RBR. Bottas cuidou dos pneus e foi chegando, ficou a pouco mais de 1 segundo e com certeza recebeu ordens para não atacar. No final Bottas ainda só não fez a melhor volta da prova porque foi superado por pouco pelo Kimi.

Agora culpar a estratégia e a dificuldade para ultrapassar para justificar derrota eu não aceito. Quem quis parar antes foi o piloto. A equipe não poderia fazer nada para evitar que ele voltasse atrás da RBR porque a parada não foi programada.

Na próxima é melhor ele pensar duas vezes antes de sair por aí dando marteladas e detonar seus pneus. Aconselho ele a dar uma espiada na telemetria do Bottas e aprender.




Nenhum comentário: