sexta-feira, 7 de abril de 2017

VERGONHA!


Depois do espetáculo vergonhoso da MotoGP domingo passado, agora é a vez da F1. Eu sou de um tempo onde os pilotos corriam em chassis de alumínio, sentados entre dois tanques de gasolina. Médico no autódromo era luxo, só tinha quando os pilotos faziam uma "vaquinha" para pagar um. Helicóptero médico nem pensar, faltava até motorista para a ambulância. A porcentagem de um piloto sair ferido ou morto depois de uma batida era de 80%. Hoje com chassis de fibra de carbono, na ultra segura F1, a chance de alguém se machucar depois de um acidente é de 20% ou menos. Pascal Wehrlein já deu várias porradas na F1 e não aconteceu nada. Está fora da corrida da China por causa de um acidente numa brincadeira de kart. Hoje um F1 é mais seguro que uma bicicleta, então porque fazer isso?

O que aconteceu nesta madrugada foi vergonhoso. Não teve "treino" porque tinha uma "nuvemzinha" numa cidade a 10 km de distância da pista. Porra meu! isso é motivo para não ter treino?

Todo autódromo hoje em dia tem que ter centro médico para realizar cirurgias no próprio local, equipe completa de médicos, enfermeira, anestesista, etc. Precisa de tanto cuidado assim? Será que já não estão passando dos limites. Afinal, corrida de carros sempre foi e será um esporte de riscos, isso é parte do fascínio. Quando o risco for zero é melhor acabar com as corridas.

Qualquer "chuvinha" já entra carro de segurança ou  se a pista esta "úmida" a largada é dada em fila indiana. Uma rodadinha de alguém já é motivo para bandeira amarela. A decisão tem que ser dos pilotos e não de um Charlie Whiting qualquer...

Depois o pessoal não sabe porque a audiência está despencando...

Vergonha!

E essa tão falada Liberty...

...chama o Bernie de volta!!!!!!!!!





Nenhum comentário: