terça-feira, 30 de maio de 2017

QUEBRA DE CONFIANÇA

Iceman quase chorou ontem, para isso acontecer a punhalada deve ter sido profunda


Amigos, Kimi Raikkonen entrou na F1 em 2001, durante esses 16 anos e eu nunca vi ele ter uma reação como a de ontem após a corrida. A expressão no rosto dele não era de alguém que foi derrotado, era de alguém que foi traído.

Tudo foi armado já no sábado. Vocês viram as palavras do Vettel no rádio, "grazie pelas duas voltas" estava tudo planejado. Armaram a "cama de gato" para o Kimi no sábado e ele só foi descobrir no domingo após a corrida.

Palavras dele, quando foi questionado por um repórter se achava que tinha sido armado: "Se eu não confiar na minha equipe, vou confiar em quem?" 

A Ferrari dizer que liberou a disputa entre os dois só pode ser deboche, me dá o nariz de palhaço.

Vocês acham que na situação deles, estando atrás da Mercedes no Mundial de Construtores, iriam arriscar uma batida entre os dois carros ? Com o 1 e 2 garantido? É, garantido, porque em Monaco ninguém passa.

Liberar disputa!

Justo em Monaco, onde passar é impossível!

Se o Vettel fizesse a pole, eles permitiriam Kimi atacá-lo? Brincadeira né!

Em Monaco a corrida é decidida na primeira volta. Quem faz a Saint Devote na frente vence a prova. 

A Ferrari no final da primeira volta tinha o 1º e 2º lugares. Era só dar a ordem "tragam os bebes para casa". A troco de que eles iam mandar o Vettel atacar seu companheiro de time. Arriscar ficar com os dois carros fora da prova num enrosco na entrada da La Rascasse. Como os Sauber ano passado? A Ferrari ? Aquela que deu a ordem "hoje não. hoje sim" na Austria sem necessidade?

Me dá o nariz de palhaço!!!!

Dizer que o Kimi é lento! Porra, o cara foi o mais rápido dos 20 pilotos. Largou na pole... lento!

A troco de que, ele ia querer abrir 30 segundos do seu companheiro de equipe numa pista onde ninguém passa?

A partir do momento que ele conseguiu fazer a Saint Devote  na frente do Vettel, ponto final...acabou... a corrida era dele. Não era mais para ter troca de posições e nem ter ordens para o Vettel atacá-lo.

Kimi estava tranquilo, sabia que a vitória era dele.

Até armarem a "cama de gato" para derrubá-lo.

“On strategy, that just does not happen in Monaco. It is very hard for the leading car on track to get jumped by the second car unless the team decide to favour the other car. So, what they have done is very clear.”

Declaração de Lewis Hamilton, que eu assino embaixo.

A Ferrari detonou um bomba H dentro da equipe, por míseros 7 pontos.

Garanto que Kimi não vai esquecer essa. Teve quebra de confiança e isso é sério.

Só espero que não se repita a tragédia de 1982.

A Ferrari não aprende...








2 comentários:

Anônimo disse...

Para dizer a verdade, mesmo sabendo que a Ferrari é sacana com pilotos mais ou menos - eles topam enganar os conterrâneos nas tvs se fazendo de coitadinhos porque a grana é forte - não esperava essa com um campeão mundial(deles!) que se esforçou ao máximo neste final de semana. Os meus olhos lacrimejaram.
De raiva !

Anônimo disse...

M.C.