sábado, 3 de junho de 2017

O MAIS BARULHENTO



Toto Wolff quer motores mais barulhentos para 2020. Todo mundo reclamando do baixo som dos motores. Ainda não tive a oportunidade que ouvir esses motores na pista, mas, pela TV até que não se nota muita diferença. Pela camera onboard fica meio chocho se você comparar com aquele do McLaren do Senna gritando em Monaco, esse arrepia os pelinhos.

Assistindo no autódromo de Interlagos, o motor mais barulhento que ouvi foi o do Alfa Romeo 179. Além de ser o mais alto, era também um som feio. Era um V12 de 3 litros, mas não roncava como o da Ferrari. Quando o Bruno saia da curva 2, você lá na curva 3 já sabia que era ele.

O mais bonito que ouvi foi o da Ferrari. Em 1978, a Ferrari alugou a pista de Interlagos para um teste privado de pneus. Nesse dia fui ao autódromo para fazer um treino com moto para uma corrida que haveria no domingo. Só que eles não deixaram o pessoal das motos entrar na pista enquanto a Ferrari não terminasse os testes. Acompanhei o final dos testes do Villeneuve e Reutemann da arquibancada, como eram só os dois carros, sem a interferência do ronco de outros motores, você só ouvia a música dos 12 cilindros. Uma coisa linda, aquele silêncio em Interlagos, aí você ouve eles ligarem o motor e aquele ronco maravilhoso do 12 cilindros descendo o retão. Inesquecível!








Nenhum comentário: