segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

A ESCOLHA DA MERCEDES



A Mercedes foi pega de surpresa pela decisão do Nico de largar a F1 e agora busca um piloto para guiar o segundo carro. Não vejo problema para o próximo ano porque apesar da mudança de regulamento, eles devem continuar a dominar pelo menos nas etapas iniciais da temporada. O problema deles é que Lewis Hamilton andou aprontando esse ano. Por várias vezes peitou a equipe, foi advertido, recuou, mas o mal estar foi geral. A Mercedes não vai lavar a roupa suja em público, mas tenho certeza que o ambiente esta ruim. Nenhuma equipe gosta de ser peitada pelo seu piloto. Enquanto esta ganhando tudo bem eles engolem o cara. Acredito que Lewis não renove com a Mercedes quando o contrato vencer em 2018. Vai ser igual o Senna deixando a McLaren, relação desgastada. Para a Ferrari ele não vai, não tem perfil de piloto Ferrari é só ver o que esta acontecendo com o Vettel. Para a RBR acho difícil, o caminho natural seria voltar para casa na McLaren.

Para o ano que vem a Mercedes deve ir com um piloto mediano. Com carro bom não é preciso ter dois pilotos de ponta para ser campeão, isso as vezes até atrapalha.

O Fernando Alonso é o piloto mais bem pago e deve ter um contrato bem amarado com a McLaren-Honda. Dificilmente deve largar a equipe.

O Max Verstappen é a joia da coroa da Red Bull. Além de ser um gênio (esse eu garanto que é) tem o perfil do público alvo dos energéticos. A Red Bull não libera ele de jeito nenhum. Tem um talento natural e um incrível controle do carro. É capaz de fazer corridas fantásticas com a do Brasil e na seguinte rodar na primeira curva. Precisa amadurecer, daqui a uns dois anos deve estar pronto.

Dani Ricciardo é uma boa, mas a Red Bull iria dar munição para o inimigo. Acho difícil acontecer.

Vatteri Bottas ia cair como uma luva. Rápido, jovem mas com experiência e o principal é que tem um perfil e temperamento que não iria bater de frente com a "estrela" Hamilton. Dependo do seu desempenho na temporada poderia até ser o nome para liderar o time numa eventual saída de Hamilton. O problema ia ser para a Williams que ficaria sem piloto. O time aposta tudo em Bottas para o próximo ano, nesse caso a única solução para a Claire seria pegar o mexicano Esteban Gutierrez, que até agora não mostrou nada mas tem dinheiro ou negociar com a Mercedes e pegar o Pascal.

O mais provável e que a equipe Mercedes efetive o Pascal Wehrlein. O problema é que parece que o sujeito é de difícil trato. Pode bater de frente com o Hamilton e criar mais problema para a equipe.





Um comentário:

Carlos disse...

Se o Pascal ou qualquer piloto vier com características de Daniel Riccardo vai ser muito bom se o regulamento 2017 consegui reduzir a diferença entre a Mercedes e as outras equipes como Red Bull e McLaren Honda ou uma equipe que pode fazer pulo do gato como a Renault ou um piloto com pulo de gato para atrapalhar a vida do senhor Mimimi (Lewis Hamilton). Não sou torcedor e nem fã da Ferrari se vier com carro competitivo para atrapalhar o Hamilton vai ser muito bom. O que aconteceu com esta temporada com estas regras escancaradas e o Lewis Hamilton com sua nuvem de mimimi e o seu discurso hipócrita ninguém aguenta.