sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

CONTRATO PARA CORRER NO TIME DE HILL E RINDT


1969 - Ao sair da curva compensada, entrando na reta de Monthlery, pouco antes do comêço da gincana, Emerson viu a sua frente um braço nervoso agitando desesperadamente uma bandeira amarela.

Reduziu bruscamente a marcha, o que permitiu a aproximação perigosa do pelotão que o seguia, onde estavam Mazet, Schenken, Wissell e Jaussaud.

Logo depois, outra bandeira nervosa a sua frente e uma fumaceira agravada pelo branco dos extintores de incêndio.

"Então não quis nem olhar, diz Emerson. Precisava me concentrar na corrida. Vi logo que era o Peterson. Achei que tinha morrido, mas fiz tudo para não pensar."

Emerson não mais perdeu a ponta e os carros adversários mais próximos foram um a um quebrando, na tentativa inútil de igualar o seu ritmo. Quando saiu da curva compensada pela última vez e recebeu a bandeirada da vitória, conseguira deixar Mazet, a revelação francesa, onze segundos atrás, derrotando os mais importantes nomes da Formula 3 mundial, como Schenken, Wissell, Jaussaud, Depailler, Jabouille.

Isso foi imediatamente reconhecido pelos jornais franceses, estendendo sua fama, antes limitada à Inglaterra, a todo o continente europeu.

"Fittipaldi Rivelazione in F3" anunciavam os italianos de Auto Sprint.

"Fittipaldi Souverain" afirmava o importante L'Equipe, em matéria assinada por Bernard Gautier.

Peterson conseguiu sair de baixo do carro incendiado e ainda deu alguns passos até cair na maca

Quando chegou para essa prova em Monthlery, Emerson tinha uma outra preocupação: levava no bôlso um contrato de dois anos com a Gold Leaf, para dirigir protótipos e os carros de Formula 3.

Decidiu assinar e deveria correr também com Rindt em Formula 2, mas preferiu outro acêrto, por causa da distância, já que a equipe de Rindt tem sede na Austria, o que atrapalharia seu outro contrato com a Lotus, como pilôto de testes.

Assim Emerson, a Lotus, a Gold Leaf, e Jim Russell entraram num acôrdo que permitirá a Emerson premanecer em Norwich onde mora, perto da fábrica e de Snetterton, disputando as seguintes categorias: Formula 3 com um carro Lotus 59, defendendo o Gold Leaf Team de Chapman, Hill e Rindt - Formula 2, carro Lotus 59B pela equipe Lotus-Jim Russell - Prototipos 2 litros, carro Lotus 62 pela Gold Leaf Team. Será ainda o pilôto oficial de testes da Lotus Components, onde provará não só os carros Lotus como também os de Formula 5000 que a fábrica está preparando.

Jim Russell terá ainda dois motores Cosworth, um reserva para o carro de Emerson na Formula 2 e o seu preparador será Brian Hart, que cuidou das máquinas de Hill e Rindt em vitórias dêste ano na categoria. Emerson correrá o campeonato europeu para pilotos não graduados que não tem pontos no Mundial de Formula 1.




Nenhum comentário: