segunda-feira, 8 de maio de 2017

TO BE OR NOT TO BE



"Eis a questão". O mais interessante no próximo GP, não será a briga entre Mercedes X Ferrari. O importante a se observar vai ser o comportamento dos pilotos da Mercedes. A briga interna na equipe depois de quatro corridas esquentou.

A Mercedes vive um dilema, não sabe em que piloto apostar.

Na Ferrari a situação é diferente, eles fecharam com o Vettel. Não acredito que se o Kimi estiver liderando uma prova eles vão dar a ordem "hoje não, hoje sim"(GP da Austria 2002), mas se for por um segundo lugar vai ter ordem de troca.

No caso da Mercedes eles estão com a pulga atrás da orelha. O resultado do GP da Espanha pode ser decisivo.

Do início da temporada até agora eles vem apoiando o Lewis, mas diante dos resultados recentes do Bottas a situação pode mudar.

No quesito vitórias os dois pilotos estão empatados e na classificação também. Bottas largou duas vezes na frente de Lewis. Um dilema para a Mercedes.

Apesar de ter existido ordens de equipe desde a primeira prova, você não pode afirmar que isso influiu no resultado.

No caso da Australia onde Bottas foi proibido de atacar o Hamilton, ninguém pode afirmar que se a equipe tivesse permitido ele conseguiria ultrapassar o Lewis.

Mesma caso no Bahrain, onde a equipe deu a ordem de troca de posições, mas ninguém pode cravar que Lewis não conseguiria conquistar a posição na pista sem a ordem.

Por isso o resultado na Espanha será importante para os dois pilotos.

Lewis Hamilton precisa reagir e conseguir um bom resultado, senão corre o risco da equipe começar a olhá-lo de formar diferente.

No caso de Bottas, se ele tiver pretensões de disputar o título, será crucial chegar na frente do Lewis. Tem que aproveitar que Lewis está nas cordas e mandar outro direto de direita. Vai calar a boca dos céticos que ainda duvidam de sua capacidade de bater o Lewis e provar que sua vitória na Rússia não foi só uma questão de sorte por ser uma pista que sempre andou bem.

Esse campeonato vai ser apertado, aquele erro infantil do Bottas na China custou caro para ele. Se saísse da China com um bom resultado, estaria encostado nos pontos com o Lewis.

Qualquer vacilo este ano pode ser decisivo.






Nenhum comentário: