sábado, 24 de dezembro de 2016

ANÁLISE: MASSA ASSINOU COM A WILLIAMS?



por scuderiabrazil, direto de São Paulo, a terra da garoa:

Amigos do blog, essa volta do Massa não me convence. Continuo com a minha opinião de que tudo não passa de boato. Não tem sentindo esse tal contrato. Explico:

Em primeiro lugar não acredito que o Felipe fosse capaz de fazer tamanha bobagem. Mas supunhetemos, que, de repentelho ele tenha dado esse tiro no próprio pé e assinado o tal contrato com a sua ex-equipe na segunda-feira.

O que me deixa encafifado é a tal cláusula no contrato onde diz que ele só volta se o Bottas for para a Mercedes. Isso não faz sentido. Explico:

São três partes envolvidas: Bottas, Mercedes Benz e Williams.

Bottas: Alguém duvida que ele deseja ir para a equipe Mercedes? Ninguém. Então se a Mercedes mostrar um folha em branco, ele assina! Alguma dúvida? Não

Mercedes Benz: Tudo indica que a equipe esta tentando a contratação. Não tem ninguém melhor no mercado atual. Pela lógica só tem ele, os novatos e as tranqueiras tipo Gutierrez. A súbita decisão do Rosberg pegou a equipe de calça curta. Acho até que na atitude do Rosberg teve um pouco de vingança, mas isso explico mais tarde. Então todo mundo concorda que a Mercedes está tentando contratá-lo. Se o time não mostrasse interesse na contratação do finlandês não tinha contrato para o Massa. Certo?

Williams: Aqui que fica a tal dúvida desse contrato. Se o Frank e a Claire não tivessem a intenção de liberar o seu piloto, para quê eles assinariam um contrato com o Massa? Não iam assinar, certo?

Agora se eles estivessem dispostos a liberar o Bottas, por que a tal cláusula no contrato ?

Não faz sentido eles assinarem com o Massa se não tivessem intenção de usá-lo. Se eles assinaram é porque abriram mão do finlandês. Se eles abriram mão do finlandês ele vai para a Mercedes. Certo? Então por que a tal cláusula?

Ok, o Frank pode estar fazendo um pouco de c* doce para ver se tira mais $ da Mercedes, mas se eles não quisessem liberar já tinham falado "não" e caso encerrado, e aí não tinha contrato do Massa. Certo?

Outra coisa. O Felipe anunciou a aposentadoria em setembro (com bastante antecedência), teve choro, bandeira brasileira, abraço da mulher, tchauzinho do Felipinho...teve festa na firma, ganhou carro de presente, etc.

A troco de quê ele assinaria um contrato para voltar para a mesma equipe de que saiu mês passado, ainda com uma cláusula que ele só senta no carro se o outro resolver sair!

E vejam, estamos falando do assento de um Williams (uma equipe que não evoluiu este ano), não de um Mercedes!

Isso é o tipo de contrato que só novato ou piloto que "não guia nada" iria assinar. Custo a acreditar que alguém que foi vice-campeão mundial iria se sujeitar a isso! Ficar de estepe esperando a decisão de outro piloto. É muito humilhante. Só ganha a vaga se o outro desistir.

Iria se colocar na mesma posição do outro Felipe, o estreante Nars, que só arruma vaga para continuar correndo se outro desistir. É jogar 13 anos de uma carreira toda na lata do lixo e sair pela porta do fundo. Duvido que Massa faria uma coisa dessa.

Não estou duvidando de quem deu a notícia, se o cara cravou e porque tem certeza disso. Em nenhum momento o sujeito disse que era só uma opinião. Ele cravou. Disse até o dia em que o contrato foi assinado. Seria muito risco inventar uma coisa dessa. Se de fato essa assinatura aconteceu só pode ser informação passada pelo próprio Felipe, porque acho difícil a Claire ligar para o Brasil e dar a informação em primeira mão para o sujeito.

Minha dúvida é a tal cláusula, que me parece muito sem sentido, e de novo "custo a acreditar que o Felipe Massa se sujeitaria a isso".

Vamos esperar janeiro para ver como acaba essa novela mexicana.

Bom Natal a todos os leitores do blog!!!!!!








Nenhum comentário: